Como Gerenciar Corretamente Sua Loja Física de Varejo

Por Gabriela Ramos

O setor varejista de moda possui muitos nichos de mercado, alternando entre estilos, linguagens, coleções… Enfim, uma grande variedade de setores de trabalho! O maior benefício que este cenário apresenta é uma grande gama de possibilidades a serem exploradas em uma área de negócio tão competitiva. Mas como se destacar em meio a uma concorrência tão grande? A resposta é simples. 

Possuir um bom planejamento desde o início do seu negócio é crucial para que sua loja seja bem sucedida. Definir um bom plano de negócio te possibilita ter uma visão geral do seu empreendimento, facilitando na definição de estratégias corretas para o seu varejo. Tendo o plano de negócio em mãos é hora de definir a localização de sua loja, onde ela irá se instalar. Lembre-se que o contato mais importante que o comprador terá com sua marca é na loja! Por isso, pense em cada mínimo detalhe.

Com esses detalhes definidos chega então o momento de encarar um dos maiores desafios dos varejistas: a gestão da loja. Esses processos vão muito além de conferir o caixa da loja ao final do dia. Por isso, separamos alguns tópicos sobre gestão que podem te ajudar a entender melhor cada processo. São eles:

  • Gestão de compras;
  • Gerenciamento de estoque;
  • Gestão de vendas;
  • Fiscal e financeiro;
  • Análise gerencial.

Gestão de compras:

Para não errar no momento de gerir suas compras é preciso se planejar metodicamente para que os gastos não sejam feitos de maneira desnecessária. Na gestão de compras algumas perguntas são muito importantes para os lojistas de moda: onde comprar? Como comprar? De quem comprar? 

Para responder essas perguntas é necessário que o lojista tenha conhecimento do calendário de moda e também de algumas tendências, pois isso pode ajudar a determinar quais peças devem ser compradas em quais períodos corretos. A frequência das compras dependerá de qual segmento de moda o lojista seguirá. 

Analise as entradas e saídas de peças do seu estoque, veja qual está saindo menos e quais saem mais, quais produtos te dão uma margem maior de lucro e quanto os clientes gastam em média na sua loja. Com esses dados o lojista pode criar uma previsão de vendas e saber de quais fornecedores ele pode comprar suas peças sem prejuízo. 

Gerenciamento de estoque: 

A famosa expressão “melhor sobrar do que faltar” definitivamente não se encaixa quando falamos de gestão de estoque. Controlar a movimentação de estoque em uma loja pode parecer uma tarefa básica, mas ela é de extrema importância para a saúde financeira do negócio, pois, se o estoque está com falta de peças a satisfação do cliente pode ser comprometida, e o excesso de peças em estoque pode significar um rombo no bolso do empreendedor. 

Para evitar que erros como esse ocorram é importante se atentar a entrada x saída de estoque. Este controle é importante para evitar excessos e falta de peças, além disso, é possível controlar o giro de mercadorias, organizar melhor suas compras e suas negociações com fornecedores.

Gestão de vendas:

Quando se falava em vendas antigamente, se imaginava apenas o processo de negociação entre comprador e vendedor. Hoje sabemos que esse conceito é muito maior, pois as vendas estão diretamente ligadas a serviços como pesquisa de produto, marketing, publicidade e etc. Desse modo, a gestão de vendas passou a ser também a gestão de metas, treinamento de funcionários, estratégias para a loja. 

Analise sua equipe de vendas, encontre os pontos fortes e fracos no atendimento, estabeleça comissões e metas alcançáveis para seus funcionários. Compare sempre os resultados das suas vendas e não tenha medo de inovar em novas estratégias. Promova descontos em datas especiais e lançamento de novas coleções e nunca esqueça de focar no seu público-alvo.

Gestão financeira:

A saúde financeira do empreendimento deve ser uma das prioridades para o lojista. Uma boa loja não apenas vende bem, mas consegue arcar com suas despesas e seus compromissos. Apesar de parecer uma tarefa simples é algo que demanda um certo planejamento, principalmente sobre os compromissos da empresa. Os pontos mais importantes para manter o controle da gestão financeira são:

  • Contas a pagar e receber;
  • Fluxo de caixa; 
  • Capital de giro;
  • Tributos;
  • Emissão de Notas;
  • Análise da DRE.

Um bom sistema de software pode fazer toda a diferença no controle da gestão financeira e facilitar toda a organização do empreendimento. Somente no mês de Outubro você ganha a função DRE + uma consultoria financeira ao contratar qualquer plano do Sistema Kero Moda! 

Planejamento e organização são as palavras chave para uma loja física de sucesso! Bom trabalho e mãos à obra!